segunda-feira, 11 de junho de 2012

Cicatriz


Feri-me no agudo tempo
pontiagudo e lanho
levou-me feitiço. Enfermo
ganhei-me noutro

e feri minha vaidade
fosse tola
ou verdade
fosse vela
e apagasse

Feri minha novidade
pois era o passado entranho
arraigado ao meu pensamento
raizado nos veios do sangue
que tormenta o desolamento

Feri o agudo tempo
com minha vaidade peçonha
e a novidade era raiz
do tormento dessa
vergonha





* Lanho: instrumento cortante
* Entranho: penetrar; embrenhar-se
* Peçonha: veneno





KIRO MENEZES





2 Opiniões:

Só pra você disse...

olá querida,

Vim em busca de um momento teu, há dias que não te encontro. Me encontra então?

Bjs

Lindo poema!

Eu! Leilinha disse...

Lindo o teu blog.
Parabéns!
Beijos
Seguindo-te.
Eu! Leilinha